VENTOS DE POESIA | Poesia

PVP: 10 €
Internet: 9 € (-10%)

FÁRMACO

António José Borges


Para Platão, a linguagem é um pharmakon, um remédio, um veneno, um cosmético. Fármaco surge como remédio do imaginário, veneno plurissignificativo do sentimento e cosmético do sentido telúrico e da memória.

Tempo e acção determinam a leitura crítica das três secções que compõem o livro: «O selvagem peso do gesto», «Pharmakon» e «Sombra». Todas entroncam no Fármaco que age sobre o sonho e os sentidos da memória.


António José Borges nasceu no Peso da Régua. Vive em Lisboa, onde é professor e investigador. Colabora em diversas revistas de literatura e cultura. Publicou os livros Timor – As Rugas da beleza (crónicas), em 2006; de olhos lavados / ho matan moos (poesia – edição bilingue e ilustrada), em 2009; José Saramago – da Cegueira à Lucidez (ensaio), em 2010.

Nº de Páginas: 92 | Formato: 13 x 19,50 cm | ISBN: 978-989-677-088-4

DO MESMO AUTOR


JOSÉ SARAMAGO - DA CEGUEIRA À LUCIDEZ

SE GOSTOU DESTE LIVRO, TAMBÉM RECOMENDAMOS


ANJOS DA MINHA RAÇA
Kay Magalhães Pina



DEGRAUS DE FOGO
Melusine de Mattos



HINÁRIO À DEUSA
Rémi Boyer


© 2012, Zéfiro - Edições e Actividades Culturais