TEMAS DA ACTUALIDADE | Sociedade & Economia

PVP: 11,90 €
Internet: 10,71 € (-10%)

OS ERROS DE MARX E AS ASNEIRAS DOS OUTROS

Guilherme da Fonseca Statter


Desde há vários anos que o sistema capitalista tem vivido uma longa crise de estagnação. Segundo o autor, para se confirmar este facto, basta comparar-se as estatísticas do crescimento, entre o final da II Guerra Mundial e o início dos anos 70, com as duas últimas décadas.

Guilherme da Fonseca-Statter relata-nos que Karl Marx – visto por muitos apenas como um “profeta maldito” – já tinha alertado para estas possibilidades de uma forma extremamente detalhada, como o relembram vários artigos, ensaios e livros recentemente saídos a público.


«Muito se tem escrito em nome de Marx: citações apócrifas dele têm aparecido nos jornais e nos nossos correios electrónicos. Ora, como não se deve invocar o seu nome em vão, neste livro tem a certeza de ler o que Marx realmente disse e de aprender – como eu, que não sou marxista – o que Marx realmente pensava. E poderá descobrir que o seu pensamento está cada vez mais actual!»

Pedro Mendonça – Professor do Ensino Superior, Consultor e Formador em Comportamento Organizacional


«Confirmando a existência de um movimento de regresso à teoria, este trabalho de Guilherme da Fonseca-Statter vai aos fundamentos do pensamento marxista e projecta para os nossos dias a estimulante sugestão de novos campos de reflexão e de acção.»

Carlos Brito – Antigo Deputado à Assembleia da República


Guilherme da Fonseca-Statter é natural de Custóias do Douro, concelho de Vila Nova de Foz Côa, onde nasceu em 1941. Em 1957 começou a trabalhar em Lisboa, como empregado de livraria, logo a seguir à conclusão do Curso Geral de Comércio na antiga Escola Comercial Veiga Beirão. Depois de cumprir o serviço militar obrigatório (comissão de serviço em Moçambique) trabalhou durante cerca de 35 anos no ramo da Informática e em diversos países, designadamente na África Austral (Moçambique, Zâmbia e África do Sul) Portugal e Espanha. Tendo começado como programador de computadores, veio a desempenhar diversas funções técnicas, comerciais e de quadro de gestão, nos diversos países onde trabalhou. No exercício dessas actividades profissionais teve que estudar detalhadamente e participar na informatização de múltiplos processos e procedimentos em vários sectores de actividades económicas, designadamente na banca, em companhias mineiras, em caminhos de ferro e ainda em diversas actividades fabris. Com a aproximação da idade de reforma dedicou-se, como trabalhador-estudante, ao estudo formal ou académico das questões relativas ao impacto das novas tecnologias da informação sobre o resto da sociedade. Muito em particular no que diz respeito ao funcionamento do sistema capitalista e seus reflexos sobre a situação de subdesenvolvimento dos países africanos. Licenciou-se em Sociologia do Trabalho, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa em 1996, tendo obtido em 2006 o doutoramento em Estudos Africanos pelo ISCTE – Instituto Superior de Ciência do Trabalho e da Empresa. Actualmente é membro do Centro de Estudos Africanos do ISCTE onde tem leccionado, de modo intermitente, matérias relacionadas com o desenvolvimento social e económico em África.
No que diz respeito a intervenção política, na sua juventude teve ocasião de algum activismo, designadamente na crise académica de 1961, quando frequentava o antigo Instituto Comercial de Lisboa. Pode também dizer-se que, na qualidade de profissional de Informática e quadro directivo de uma empresa multinacional de Informática, tem levado uma banal e muito pacata vida de “cidadão do mundo” mas, no entanto, sempre atento às coisas do capitalismo e às gritantes desigualdades sociais e económicas que tem tido ocasião de observar in loco, designadamente durante os muitos anos de vivência em África.
Índice Excerto
Nº de Páginas: 264 | Formato: 16 x 23 cm | ISBN: 978-972-8958-81-7

© 2009, Zéfiro - Edições e Actividades Culturais