PERSPECTIVAS SOBRE AGOSTINHO DA SILVA NA IMPRENSA PORTUGUESA
Renato Epifânio


Ventos da Lusophia
16 x 23 cm - 146 págs
 

Índice

Excerto

P.V.P.:

10

Regressar à página inicial

Nesta obra procura-se reconstituir a forma como Agostinho da Silva foi sendo retratado na Imprensa Portuguesa, desde o seu despontar intelectual enquanto jovem até à data da sua morte e para além dela: as Comemorações do Centenário do seu nascimento – reconstituindo as "sete vidas" de Agostinho da Silva.


«O presente livro de Renato Epifânio ocupa um lugar natural e importante nos estudos agostinianos e no processo ainda em curso das comemorações do centenário do nascimento de Agostinho da Silva. Na verdade, Perspectivas Sobre Agostinho da Silva na Imprensa Portuguesa funciona como um espelho de conjunto dos múltiplos espelhos diferenciados que o Professor teve da sua actividade e obra ao longo da vida e após ela.»

Paulo Borges
in Prefácio, A oitava vida de Agostinho

 

Renato Epifânio é Membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, do Instituto de Filosofia Luso-Brasileira e da Direcção da Associação Agostinho da Silva; Secretário-Executivo da Comissão das Comemorações do seu Centenário; investigador na área da "Filosofia em Portugal", com dezenas de estudos publicados. Tem Licenciatura e Mestrado em Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa; doutorou-se, na mesma Faculdade, com a dissertação Fundamentos e Firmamentos do pensamento português contemporâneo: uma perspectiva a partir da visão de José Marinho (IN-CM, no prelo). É autor das obras Visões de Agostinho da Silva (Zéfiro, 2006), A Via Aberta do Pensamento Português Contemporâneo (Zéfiro, no prelo) e Repertório da Bibliografia Filosófica Portuguesa (Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2007), já em parte publicado na Philosophica, Revista do Departamento de Filosofia da F.L.U.L. Partilha, com Paulo Borges e Celeste Natário, a Direcção da Revista Nova Águia, sendo o Director da colecção com o mesmo nome na Zéfiro. Faz ainda parte da Comissão Coordenadora do MIL: Movimento Internacional Lusófono.