Zéfiro | Teresa Brandão
Utilizamos cookies para dar uma melhor experiência e eficiência de navegação. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.
Entendi
Por favor aguarde
Teresa Maria Fragoeiro da Costa Brandão Coissoró nasceu nas Caldas da Rainha onde fez os ensinos primário e secundário. Casada com Narana Coissoró, é mãe de duas filhas: Smitá e Helena.

Cursou Filologia Germânica na Faculdade de Letras de Coimbra e possui o Bacharelato em Antropologia pela School of Oriental and African Studies da Universidade de Londres. É também diplomada em Cinema (Produção) pela London School of Film Technique. Foi bolseira da Fundação Gulbenkian em Espanha e França para completar o curso de especialização em produção cinematográfica.

Membro do Teatro dos Estudantes de Coimbra, destacou-se na representação de clássicos gregos e portugueses sob a direcção do Prof. Paulo Quintela.

É tradutora de duas obras de Antropologia Social: African Political Systems e African Systems of Kingship and Marriage, editados pela Fundação Gulbenkian.
Trabalhou no Departamento de Produção Cinematográfica da RTP.

Fundou e é dirigente da Associação de Estudos e Amizade com os Povos e Comunidades de Língua Portuguesa (ACELP) e Associações Ecológicas e de Defesa do Património Natural, como a Associação dos Amigos da Lagoa de Óbidos e Frente Ecológica Portuguesa (FEP).

É autora de alguns projectos cinematográficos – Rytmantica – documentário; Círculo do Mar – longa-metragem sobre Cabo Verde; o Retrato – romance introspectivo, e preparou o script para a série televisiva: A Viagem de Vasco da Gama à Índia.

É autora de numerosíssimos artigos de marcante cariz contestatário político e social segundo valores profundamente personalistas em prol de uma sociedade menos injusta, dispersos pela imprensa nacional e regional. Teve sempre a ironia por melhor companheira não havendo peleja ou derrota que a canse e alinhando-se muitas vezes com os que perdem batalhas. O seu maior sonho continua a ser a lusofonia e os grandes valores da natureza. Transcendeu há muito o europeísmo e é de um telúrico quase fanático pela sua terra de Portugal e tradições. O que gosta mais é de escrever e cavar na terra. Só em 1996 publicou a sua primeira obra poética As ondas me levam.

O Sonho dos Dois Mundos

Preço: 9.00 € 10.00 €